O cara de terno

A Luiza que prefere ser chamada de Lu, acorda numa segunda feira, já pelas onze da manha, como de costume. Acorda lentamente, pega o relogio e põe no pulso. Olha pra ele e se depara com as exatas 11:17 da matina. Num pulo ela descobre que estar cansada assim que acorda é um mito, pega o blazer preto que estava estendido sobre a poltrona, passada e preparada, pega um jeans, mas não um jeans qualquer, pega ”O” jeans que ela comprou no dia anterior. Veste uma camisa de botões que ela considera ”careta e capenga” veste, e vai escovar os dentes. Pega um salto preto que ela mal consegue andar com ele (mas é bonito) e uma bolsa cinza com tachinhas na abertura. Corre pra cozinha, pega uma barra de cereal e uma maçã. Entra no elevador, pega o Ipod e o fone de ouvido. o elevador o seu sonzinho básico e abre as portas.

Ao som de ”Someone Like You”, da Adele, entra um cara, de terno e gravata (ponto fraco da Lu) olha pra ela e dá aquele sorrisinho de lado totalmente irresistível pra Lu. Ela sem querer, arregala os olhos e dá uma pequena abertura na boca, mas grande o bastante pra Sara (melhor amiga) vir e dar um tapa nela só pra ”acordar”! As duas juntas entram no Voyage que o ex marido da Sara teve que pagar pra ela por causa ”da filha que estava sem como ir à escola” supostamente, claro. O carro corre em direção ao prédio de vidro, de tipo uns 50 andares, o que não é muito bom pra Lu, já que ela morre de medo de altura. Ela entra e tudo bem, espera por uns 20 minutos na saguão e finalmente é atendida, entra, senta, e conversa sobre seu currículo com o homem sentado na cadeira grande do outro lado da mesa.

Então o interfone toca, é no viva-voz, uma mulher diz, ”Chefe chegando… chefe chegou!” e termina com um ”Bom dia, senhor”, o homem sentado na cadeira de couro, se levanta rapidamente e vai em direção a porta, onde um homem de terno e gravata, sorridente entra, e se senta na grande cadeira, o outro fica em pé, do lado da porta, olhando fixamente para a grande janela de vidro que vai o chão ao teto. Esse homem a pergunta perguntas típicas de uma entrevista de emprego e termina com um ”Você tem boas chances, gostei de você!” as duas no caminho da casa da Lu, passam em um MC Donald e fazem a festa. Entram no prédio da Lu, e o carinha de terno e gravada vem em direção a Lu e…

Continua

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s