A Sete Chaves

O mais ridículo de tudo é que você ainda achava que era segredo, aquela mudança de pensamento e atitude que vinha em você de uma hora pra outra, diziam que era do nada, sem explicação mas não. Era só você não conseguindo lidar com a situação do momento, podia nem haver com o momento, mas uma palavra uma expressão, aquela expressão que te fazia lembrar ou pensar em algo do passado próximo, alguma coisa que você queria trancar e perder a chave, naqueles últimos dias ainda mais. Não era mais um surto louco e sem nexo, nem uma crise anti-social, era só você e as suas emoções acumuladas, os pensamentos perdidos, que você achava que guardava para si mesmo, naquele momento, você se afastava e saia, mudava a expressão e lá vinham os falatórios sobre o seu jeito bipolar, só que ninguém se importava, mas alguma coisa quando você engolia em seco e bufava, alguma coisa que fez eu me achar dentro dos seus pensamentos, dentro das suas forças, dentro do seu olhar, era instantâneo, as vezes acontecia do nada, até que eu descobri o tal segredo que você guardava a sete chaves que só eu que conseguira decifrar o código pra entender você.

Eu jogada no seu sofá, procurando algo bom na sua TV, e você olhando pela janela a fora, pensando ou não, era esses um dos momentos que se conseguia ver uma história através dos seus olhos, você respirava pela boca, sentia o frio de uma manhã num apartamento da capital de São Paulo, eu tentava decifrar seus pensamentos, mas as vezes não era nada, mesmo não sabendo direito do que se tratava os tais pensamentos, fui em sua direção e lhe dei um beijo, pelo rosto chegando ao pescoço, sussurrando ao pé do ouvido um ”tenho que ir” devagar, esperando ainda você se virar, ms não, você não mudou de posição, como se eu não conhecesse seu jeito, eu, saindo já com a chave do carro na mão, que estava sobre a mesinha ao lado da porta do apartamento, toquei a maçaneta e você se virou, apenas sorrindo, mas me deixou sabendo que você estava bem. As vezes até parece que a gente perde todo aquele charme melancólico. Não daria pra transformar nossas memórias em um livro de romance, só dão pra encher mais uma caixa guardada perto dos sentimentos, que só você entende, mas eu já descobri a senha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s